Quais são os melhores cafés do mundo?

    Não se pode começar este artigo sem mencionar o livro Coffee and Health de Astrid Nehlig. Eu o encorajo a ler isso. Este livro contém informações valiosas que foram extremamente úteis na criação deste artigo.

    Duas plantas do gênero Coffea estão na origem do café que consumimos: Coffea arabica (Arábica) e Coffea stronga (Robusta). Existem muitas variedades dentro de cada uma dessas duas espécies. Cada um deles tem suas próprias características de sabor.

    O Arábica é suave, doce, aromático, frutado e às vezes ácido. O Robusta é encorpado e revigorante, com um aroma mais sutil, mas com maior quantidade de cafeína.

    Este artigo analisa os melhores cafés do mundo, listados por país de origem.

    África

    Etiópia

    Temos o orgulho de incluir o etíope Mocha, e sua variedade Sidamo, em nossa lista de grandes cafés africanos. Mas também há Yirgacheffe e Djimmah, que são cultivados em pequenas plantações em socalcos no sul da Etiópia.

    Quênia

    Quênia AA, que ainda é muito popular na África Oriental, também é muito popular. O café queniano é famoso por seu sabor frutado, amargo e até mesmo de limão ou lima. Isto se deve à forte acidez dos grãos e ao seu aspecto uniforme (pequeno, redondo e verde-azulado intenso).

    República Democrática do Congo

    A província de Kivu, na República Democrática do Congo, na África Central, produz Arábicas Kivu. São cafés finos e perfeitamente equilibrados em corpo e acidez.

    Ilha da Reunião

    Não vamos esquecer o Bourbon Pointu, o café da Ilha da Reunião. É um café tradicional com baixo teor de cafeína. Possui sabor suave e aromas sutis de frutas exóticas e flores. A Île Bourbon, colônia francesa, deve seu nome à melhor e mais antiga variedade de Arábica.

    América

    Jamaica

    O melhor vinho Blue Mountain da Jamaica é outro tesouro americano. É extremamente caro e é tão amado quanto criticado. É um café que só está disponível em pequenas quantidades e não pode ser expresso.

    Panamá

    A gueixa do Panamá é um produto muito raro que produz aromas frutados com aromas como jasmim, manga e damasco.

    Colômbia

    A Cordilheira Central é a área mais produtiva, tanto quantitativa quanto qualitativamente. Inclui o famoso Medellín, um café colombiano que combina corpo denso com acidez e sabor moderados.

    Le Libano é outro grande nome da região. Sua versão Supremo é uma festa para os olhos. Os grãos grandes são torrados uniformemente. É um café doce e ligeiramente ácido.

    Os famosos cafés da região sul da Cordilheira Central são San Agustin e Popayan. Complexo e elegante, o café Narino é rico em aromas naturais e tem um final agradável.

    Brasil

    O vasto estado brasileiro de Minas Gerais abriga o belo Sul de Minas. A Baixada Santista no Brasil exporta Santos Bourbon de alta qualidade.

    México

    Os Maragogipos do México são conhecidos por seus grãos grandes, que têm o dobro do tamanho dos grãos normais. Eles também são perfumados e bem equilibrados. Estas incluem as variedades Chiapas e Oaxaca Pluma, Huatusco, Orizaba e Orizaba. Veracruz é conhecida por seus aromas doces, cacau e torrado.

    Guatemala

    Antigua na Guatemala é encorpada e picante, com um toque de sabor de chocolate. Já o Huehuetenango é cultivado em pequenas fazendas e está se tornando cada vez mais conhecido por seus sabores e acidez únicos.

    Costa Rica

    O Tarrazu da Costa Rica é conhecido por suas grandes sementes verdes azuladas. Tem um sabor forte e aromático.

    Nicarágua

    Matagalpa e Jinotega, na Nicarágua, são conhecidas por seus grãos grandes e acidez levemente salgada.

    Asia-Oceania

    Índia

    O Malabar indiano está exposto às monções na Ásia-Oceania por várias semanas. Isso lhe confere uma bela cor amarela e um sabor levemente apimentado.

    Nova Guiné

    Sigri é um café forte e premium da Nova Guiné.

    Havaí

    O relativamente desconhecido Hawaii Kona é frequentemente comparado à Blue Mountain da Jamaica. Os especialistas detectam um sabor picante semelhante ao da canela no café Kona, que não é encontrado no café jamaicano.

    Indonésia

    Um dos melhores cafés da Indonésia é o Kintamani de Bali, que tem notas de pão de mel com mel, suco de limão e pão de mel.

    Sumatran Mandheling é conhecido por seu sabor rico e profundo e sabor suave e pouco ácido. Muitos conhecedores deram-lhe o título de “o café expresso mais espesso do mundo”.

    Os cafés Toraja não lavados são os melhores da Indonésia. Eles são encontrados em Sulawesi. Esses cafés têm o corpo rico e a textura macia pelos quais os cafés indonésios são famosos. Também possuem sabor terroso e de cogumelo, devido à sua acidez.

    Outra variedade é Kopi Luwak. Este café é considerado um dos melhores do mundo e muito procurado. É cultivado principalmente nos arquipélagos da Indonésia, incluindo Sumatra, Java e Bali. É produzido apenas em pequenas quantidades.

    O café indonésio é chamado de “Kopi”, enquanto “Luwak” se refere à civeta. Este animal selvagem ingere grãos de café por meio de seu trato digestivo. Ele digere a cereja e provoca alterações químicas no grão, o que remove seu amargor.

    Este café raro é rico em sabor e corpo. Possui também grande doçura e notas de caramelo e chocolate. Um quilo desse café pode custar mais de US $ 1.000.

    Tailândia

    Black Ivory é um café semelhante, mas é mais caro na Tailândia. Este arábica é um café cujas cerejas são consumidas pelos elefantes e depois passam por seu sistema digestivo.

    Como no exemplo anterior, as enzimas digestivas se infiltram nos grãos e quebram as proteínas em aminoácidos. Eles desempenham um papel crucial nas qualidades organolépticas do café, bem como em seu amargor. Eles são neutralizados para produzir uma bebida de sabor suave.

    Um pequeno pote também é possível graças ao estômago do elefante. As cerejas de café são fermentadas naturalmente usando compostos aromáticos como cana-de-açúcar ou banana, dando à bebida final um sabor único e incomparável. Kopi Luwak é um café raro e caro. Este café é muito doce e tem um sabor achocolatado e floral.

    Black Ivory também é produzido por uma fundação dedicada à preservação e conservação dos elefantes. Uma pequena parte dos lucros vai para o sustento de um veterinário de elefantes que oferece atendimento médico gratuito a todos os elefantes na Tailândia.

    A última palavra

    Costuma-se acreditar que os melhores grãos de Arábica vêm do Caribe, principalmente da Jamaican Blue Mountain.

    Você pode encontrar excelentes na América Central (México e Guatemala), Costa Rica (Costa Rica), bem como na África Oriental (Quênia, Etiópia e especialmente no Quênia), onde o Mocha é cultivado.

    Existem tantos sabores para escolher …

    traduzido

    Source link https://www.machines-cafes.fr/blog-cafe/meilleurs-cafes-du-monde/

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *